Você está aqui:
Meta 27 – 27% de participação dos filmes brasileiros na quantidade de bilhetes vendidos nas salas de cinema

2727% de participação dos filmes brasileiros na quantidade de bilhetes vendidos nas salas de cinema
Aumentar a venda de ingressos de filmes brasileiros

O filme nacional ainda ocupa pouco espaço nas salas de cinema comercial. O país dispõe de apenas 2,5 mil salas, quando tem potencial para abrigar até 5 mil salas. Isso pode explicar, em parte, o pouco espaço dado ao filme nacional.

Por outro lado, os filmes brasileiros que chegam às salas comerciais ainda representam uma pequena parcela do faturamento da indústria do cinema. Apenas um ingresso, em cada cinco vendidos nos cinemas do Brasil, é para assistir a um filme nacional.

Por isso, esta meta propõe o aumento do número de filmes brasileiros assistidos pela população. Isso vale tanto para os filmes que chegam com mais facilidade às salas comerciais, como para os que nem conseguem espaço de exibição nesse circuito.

Nesse sentido, esta meta tem relação direta com a Meta 21, que propõe dobrar (de 75 para 150) o número de filmes brasileiros de longa-metragem lançados ao ano em salas de cinema.

 


Como esta meta está sendo medida

Pelo número de bilhetes vendidos em salas comerciais de cinema para filmes com produção ou coprodução brasileira, em relação ao total de bilhetes vendidos em cinemas..


Situação da meta

Em 2016, o percentual de alcance da meta, em relação ao ano de 2020, foi de 61%.

Os filmes brasileiros atraíram 30,4 milhões de espectadores em 2016, o que corresponde a 16,5% do total de ingressos vendidos em salas de cinema no País.

Fonte: Agência Nacional do Cinema (Ancine)

Data de atualização: 31/12/2016


O que foi feito em 2016 para alcançar esta meta

A partir do rol de instrumentos financeiros, a Ancine opera diferentes modalidades de fomento à cadeia produtiva do setor. Ela realiza as seguintes atividades que contribuem para o alcance da meta:

  • ANCINE + simples: O ANCINE + Simples, um plano de ações para a qualificação da gestão do financiamento público do audiovisual, dinamizou as operações do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), aumentando a produtividade e a transparência dos processos e qualificando as análises e decisões da Agência;
  • Programa Brasil de Todas as Telas: dá continuidade ao programa de fomento ao setor audiovisual do País. Com objetivo de transformar o Brasil em um relevante centro produtor e programador de conteúdo. Como exemplo, são algumas linhas de ação do programa: aporte, distribuição e complementação na produção de longas-metragens; projetos de produção independente; incubação de núcleos criativos em empresas produtoras ou desenvolvedoras de projetos, entre outros;
  • Programa Cinema Perto de você: disponibilização de linhas de crédito e investimento para abertura de novas salas de cinema; e
  • Edital do Programa Ancine de Qualidade – é um mecanismo de fomento à indústria cinematográfica brasileira, que concede apoio financeiro às empresas produtoras em razão da premiação ou indicação de longas-metragens brasileiros, de produção independente, em festivais nacionais e internacionais.

Saiba mais:

    • sobre o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), clique aqui.
    • sobre o Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual (OCA), clique aqui.

Veja todas as metas que também estão nos temas : 

Ver mais metas marcadas com as tags: 

Notícias Relacionadas

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Enviar arquivos

É possível colocar imagens ou outro tipo de arquivo, junto com o seu comentário. Clique no botão abaixo, para selecionar e enviar o arquivo. Você pode enviar quantas imagens forem necessárias, cada imagem será mostrada junto de seu comentário.