Você está aqui:
Cursos fortalecem identidade cultural negra

A implantação de Núcleos de Formação de Agente Cultural da Juventude Negra (Nufac) é uma ação da Fundação Cultural Palmares (FCP). A iniciativa permite a formação de jovens negros para o mercado de cultura. Dentro do projeto, nesta sexta-feira, 17 de novembro, alunos do curso de extensão Assistente em Design e Produção de Moda com Referência à Matriz Africana recebem seus certificados de conclusão. A cerimônia será às 15h30, no Campus do Instituto Federal de Brasília (IFB) de Taguatinga.

O projeto conta com parceria do IFB. A colaboração com a Fundação Palmares têm objetivo de fortalecer a identidade das populações com risco de perda de suas tradições. Neste caso, o curso foca nas manifestações de matriz africana, com suas roupas, instrumentos e objetos de representação simbólica cultural e religiosa. Para a Fundação Palmares, a formação de jovens negros em cultura, além de uma oportunidade profissional, pode prevenir vulnerabilidades e promover o resgate da cultura afro-brasileira.

Fonte: Fundação Cultural Palmares

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Enviar arquivos

É possível colocar imagens ou outro tipo de arquivo, junto com o seu comentário. Clique no botão abaixo, para selecionar e enviar o arquivo. Você pode enviar quantas imagens forem necessárias, cada imagem será mostrada junto de seu comentário.

Encontro no Rio de Janeiro debate acessibilidade cultural

O Ministério da Cultura (MinC) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) promovem, de segunda-feira (13) a quarta-feira (15), no Rio de Janeiro, a quinta edição do Encontro Nacional de Acessibilidade Cultural (Enac). O objetivo do evento é discutir maneiras de tornar ambientes e equipamentos culturais acessíveis às pessoas com deficiência.

Participantes do encontro vão debater como a tecnologia tem sido utilizada para promover acessibilidade cultural às pessoas com deficiência (Foto: Divulgação)

Nos três dias, os participantes vão debater como a tecnologia tem sido utilizada para promover acessibilidade cultural às pessoas com deficiência. Também serão discutidas a relação entre a acessibilidade e o audiovisual; e políticas públicas, controle social e acessibilidade, entre outros temas. Oficinas, exposições e o espetáculo Corpo sobre Tela, do artista Marcos Abranches, também estão na programação.
De acordo com o arquiteto e servidor da Representação Regional do MinC no Rio de Janeiro e Espírito Santo, Osvaldo Emery, a ideia é que o encontro e o curso de Especialização em Acessibilidade Cultural, que deve ter nova turma em 2018, formem agentes multiplicadores para que, cada vez mais, as pessoas com deficiência saiam da invisibilidade no meio cultural, participando ativamente tanto como espectadores ou consumidores de cultura quanto como produtores culturais.
O encontro conta com o apoio das universidades Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), do Fórum Permanente UFRJ Acessível e Inclusiva e do Sistema Universitário de Apoio Teatral (Suat).
Texto e Fonte: Assessoria de Comunicação/Ministério da Cultura

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar arquivos

É possível colocar imagens ou outro tipo de arquivo, junto com o seu comentário. Clique no botão abaixo, para selecionar e enviar o arquivo. Você pode enviar quantas imagens forem necessárias, cada imagem será mostrada junto de seu comentário.

Ancine apoia participação brasileira em festivais no exterior
Durante o mês de novembro, a Agência Nacional do Cinema (Ancine), instituição vinculada ao Ministério da Cultura, apoiará a participação de 12 obras audiovisuais brasileiras em oito festivais internacionais. A ajuda vem do Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionais.
A coprodução Brasil-Canadá-Austrália “Man proposes, god disposes”, de Daniel Leo, abre as participações dos filmes apoiados pela Ancine. O longa-metragem participa da competição internacional de novos realizadores do Festival Internacional Mannheim-Heidelberg, evento que ocorre entre os dias 9 e 19, em Mannheim, na Alemanha. De 10 a 18 de novembro, está sendo realizada na Espanha a 43ª edição do Festival de Cinema Ibero-Americano de Huelva. O festival recebe o curta “O espírito do bosque”, de Carla Saavedra, com o apoio do Programa da Ancine. 
IDFA – Festival Internacional de Documentários de Amsterdã ocorre de 15 a 26 de novembro, na Holanda, e é o evento do mês com maior número de participantes brasileiros apoiados pela agência. “Piripkura”, de Renata Terra, Bruno Jorge e Mariana Oliva, aparece na Competição Primeira Obra; “Boca de fogo”, de Luciano Pérez Fernández, participa da Competição de Curtas Documentários; a coprodução Brasil-Cuba “Soy” será exibida pela Competição de Documentários Estudantis; a coprodução França-Brasil “Híbridos, Os Espíritos do Brasil”, de Vincent Moon e Priscilla Telmon, entra para a competição de Documentários Musicais; e, de Heloisa Azevedo Passos, “Construindo pontes” participa da programação do festival na mostra Panorama.
Na Competição Internacional do Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata, na Argentina, será exibida o longa “Invisible”, de Pablo Giorgelli. O evento, que chega a sua 32ª edição, acontece entre os dias 17 e 26 de novembro. O Black Nights Film Festival será realizado de 17 de novembro a 3 de dezembro, em Tallinn, na Estônia, e recebe “Bingo: o rei das manhãs” na competição de primeiros filmes. Já em Turim, na Itália, será realizado de 21 a 26 de novembro o Torino Film Lab, que conta com a presença do projeto “Medusa”, de Anita Rocha da Silveira.
A 39ª edição do Festival dos 3 Continentes está marcada para os dias 21 e 28 de novembro, em Nantes, na França, e recebe em sua mostra não competitiva o longa “As boas maneiras”, de Marco Dutra e Juliana Rojas. Fechando o ciclo de participações apoiadas pela Ancine em eventos internacionais durante o mês de novembro, “Corpo elétrico”, de Marcelo Caetano, será exibido na competição internacional de longas do Festival Internacional de Cinema de Belfort, entre 25 de novembro e 3 de dezembro, também na França.
Fonte: Ancine

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar arquivos

É possível colocar imagens ou outro tipo de arquivo, junto com o seu comentário. Clique no botão abaixo, para selecionar e enviar o arquivo. Você pode enviar quantas imagens forem necessárias, cada imagem será mostrada junto de seu comentário.

Netflix vai aumentar investimentos na produção de conteúdo brasileiro

Ministro Sérgio Sá Leitão (segunda da direita para a esquerda) e equipe da Netflix (Foto: MinC)

Após uma semana nos Estados Unidos divulgando o potencial da indústria criativa brasileira, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, retorna ao Brasil nesta segunda-feira (6) com boas notícias para o setor cultural. O segmento audiovisual vai receber mais investimentos de grandes estúdios e empresas americanas. A Netflix estabeleceu como meta, até 2020, produzir pelos menos 10 séries brasileiras por ano.

Sá Leitão esteve na sede da empresa, em Los Angeles, onde se reuniu com o vice-presidente de Aquisição de Conteúdo, Erik Barmack, o executivo-chefe de Conteúdo, Ted Sarandos, a diretora de Produção, Carol Turner, e a diretora de Políticas Públicas na América Latina, Paula Pinha. “O Brasil é um grande mercado e estamos empolgados em aportar novos investimentos”, disse Sarandos, durante o encontro com o ministro da Cultura.

O Brasil é hoje o terceiro maior mercado da Netflix no mundo, atrás somente dos Estados Unidos e do Reino Unido. “Nosso plano não é levar Hollywood para o mundo, mas levar bom conteúdo de todo o mundo para os nossos usuários. E, nesse aspecto, o Brasil é fundamental”, completou o executivo.

O ministro saiu do encontro otimista com os planos da Netflix para o Brasil. “Há realmente um compromisso de aumentar progressivamente os investimentos em conteúdo brasileiro, o que vai ser muito bom não só para o setor audiovisual, mas para o país como um todo, afinal de contas, estamos falando de geração de renda e emprego e atração de investimentos, o que é sempre muito positivo”, afirmou.

Segundo Sá Leitão, os executivos da Netflix destacaram a qualidade das produções brasileiras, dos produtores, diretores, técnicos, atores e atrizes nacionais. “A impressão que eles têm do Brasil e do mercado brasileiro é a melhor possível”, disse.

O ministro também se reuniu com 20 executivos dos seis maiores estúdios cinematográficos do mundo, integrantes da Motion Pictures Association of America. Durante o encontro, os executivos mostraram interesse em ampliar a atuação e os investimentos no Brasil.

Fonte: ASCOM MinC

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar arquivos

É possível colocar imagens ou outro tipo de arquivo, junto com o seu comentário. Clique no botão abaixo, para selecionar e enviar o arquivo. Você pode enviar quantas imagens forem necessárias, cada imagem será mostrada junto de seu comentário.

Será realizado em São Paulo maior evento de economia criativa da América do Sul
O Ministério da Cultura (MinC) lança, nesta quarta-feira (25), um portal dedicado ao maior evento multissetorial da economia criativa da América do Sul: o Mercado de Indústrias Culturais do Sul (Micsul). Nele, é possível encontrar notícias, editais, informações sobre o evento e sobre os países participantes em português, espanhol e inglês. 
Aberto ao público, o evento, que será realizado de 23 a 27 de abril, em São Paulo, busca gerar negócios e investimentos, capacitar empreendedores culturais e internacionalizar bens e serviços culturais. Em 2018, o Micsul vai reunir atores de dez setores da economia criativa: artes cênicas (circo, dança e teatro), audiovisual, animação e jogos eletrônicos, design, música, museus e patrimônio, artes visuais, moda, editorial e gastronomia.
O Ministério da Cultura irá selecionar empreendedores culturais para participar do evento. O edital e todas as informações serão publicadas em breve no portal do MinC.
Histórico
Entre 15 e 18 de maio de 2014, a cidade de Mar del Plata, na Argentina, sediou o primeiro Mercado de Indústrias Culturais do Sul (Micsur). Criado com objetivo de promover intercâmbio de conhecimento, produtos e serviços culturais e criativos, o evento reuniu dez países da América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.
Os resultados foram positivos e envolveram 800 compradores e vendedores da América do Sul e 80 compradores internacionais de Espanha, Japão, Finlândia, Reino Unido, Estados Unidos e China. Além disso, houve 9 mil rodadas de negócios, 30 apresentações ao vivo, 50 conferências e debates setoriais, oito reuniões institucionais de organismos culturais da América Latina e um desfile de moda. O Brasil levou delegação com 199 empreendedores, sendo 112 deles com algum tipo de apoio do governo.
Entre 17 e 20 de outubro de 2016, foi a vez de Bogotá, na Colômbia, sediar o evento. Ao longo dos três dias, foram 100 horas de programação entre showcases de música, teatro, dança e encontros acadêmicos. Além disso, o Micsul reuniu ainda 500 compradores e vendedores da América do Sul, 60 compradores internacionais da Espanha, Japão, Finlândia, Reino Unido, Estados Unidos e China. Entre os resultados, constam ainda 3,5 mil rodadas de negócios.
Texto e Fonte: Assessoria de Comunicação/Ministério da Cultura

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar arquivos

É possível colocar imagens ou outro tipo de arquivo, junto com o seu comentário. Clique no botão abaixo, para selecionar e enviar o arquivo. Você pode enviar quantas imagens forem necessárias, cada imagem será mostrada junto de seu comentário.

Serra Talhada, em Pernambuco, sedia ativação de Praças CEUs

25.10.2017 – 11:56

Serra Talhada, em Pernambuco, sediará quarta edição do Encontro de Ativação Regional das Praças CEUs 2017

O município de Serra Talhada, no interior de Pernambuco, sedia, nesta quinta-feira (26), o IV Encontro de Ativação Regional das Praças CEUs 2017 – os Centros de Artes e Esportes Unificados. O evento, promovido pela Secretaria de Infraestrutura Cultural (Seinfra) do Ministério da Cultura, com organização da Prefeitura Municipal, será realizado das 9h às 18h, na Praça CEU localizada na Avenida Olympio de Menezes Leal, s/n – Bairro da Caxixola. Foram convidados para o evento representantes das 85 praças CEUs dos estados nordestinos.

O encontro de ativação tem como objetivo apoiar as equipes técnicas de prefeituras, gestores e comunidades na condução da mobilização social, ocupação, gestão e da infraestrutura das Praças CEUs. Além disso, há troca de experiências entre representantes de CEUs já ativos, disseminação de informações sobre o funcionamento e a manutenção do espaço, interação com a comunidade e apresentações culturais e esportivas, entre outras atividades.

O quinto Encontro de Ativação Regional das Praças CEUs 2017 está previsto para ocorrer no dia 9 de novembro, em Feira de Santana (BA).

O que são os CEUs?

Programa do governo federal coordenado pelo Ministério da Cultura (MinC), os Centros de Artes e Esportes Unificados (CEUs) são unidades instaladas em localidades em territórios de alta vulnerabilidade social em todas as regiões do País. Eles abrigam, em um único espaço, programas e ações culturais, esportivas, educacionais, socioassistenciais e de lazer.

A gestão dos CEUs é compartilhada entre as prefeituras e a comunidade, com a formação de um Grupo Gestor, que fica encarregado de criar um Plano de Gestão, e também conceber o uso e programação dos equipamentos.

Das 336 Praças CEUs previstas, 142 foram inauguradas. Outras 194 estão com obras em andamento.

Texto e Fonte: Assessoria de Comunicação/Ministério da Cultura

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar arquivos

É possível colocar imagens ou outro tipo de arquivo, junto com o seu comentário. Clique no botão abaixo, para selecionar e enviar o arquivo. Você pode enviar quantas imagens forem necessárias, cada imagem será mostrada junto de seu comentário.