Você está aqui:
Meta 18 – Aumento em 100% no total de pessoas qualificadas anualmente em cursos, oficinas, fóruns e seminários com conteúdo de gestão cultural, linguagens artísticas, patrimônio cultural e demais áreas da cultura

18Aumento em 100% no total de pessoas qualificadas anualmente em cursos, oficinas, fóruns e seminários com conteúdo de gestão cultural, linguagens artísticas, patrimônio cultural e demais áreas da cultura.
Dobrar o número de pessoas qualificadas em cursos, oficinas, fóruns e seminários na área cultural

Esta meta tem como objetivo qualificar artistas, profissionais da cultura e gestores para a área cultural. Gestores são aqueles que participam da organização, do funcionamento e da gestão de instituições (museus, bibliotecas, centros culturais etc.) e de associações culturais (grupos de teatro, dança etc.).

A capacitação em gestão cultural deve abordar temas que vão da elaboração de projetos à gestão de equipamentos culturais. Já os cursos de linguagens artísticas, patrimônio cultural e demais áreas afins à cultura, trabalharão com técnicas e aplicações dos temas específicos das linguagens artísticas.

Ilustração: Joana Lira


Como esta meta está sendo medida

Pela média anual de pessoas qualificadas por cursos, oficinas, fóruns e seminários com conteúdo de gestão cultural, linguagens artísticas, patrimônio e cultura, promovidos pelo Ministério da Cultura e pelas instituições vinculadas, em relação à média de pessoas capacitadas aferida em 2010.


Situação da meta

Em 2016, foram capacitadas 24.543 pessoas em cursos, oficinas, fóruns e seminários com conteúdo de gestão cultural, linguagens artísticas, patrimônio cultural e demais áreas da cultura. Ressalta-se que, desde 2010, já foram capacitadas um total de 194.606 pessoas.

Fontes: Ministério da Cultura e suas instituições vinculadas

Data de atualização: 31/12/2016

 

* A unidade não forneceu as informações em 2016.


O que foi feito em 2016 para alcançar esta meta

A FCP beneficiou 60 pessoas no curso de formação de Agente Cultural da Juventude Negra – NUFAC e capacitou 400 pessoas na palestra Escolas na Palmares.
A SAV capacitou 100 agentes do setor audiovisual (Produtores, realizadores e técnicos. Além disso, celebrou Termos de Execução Descentralizada (TED) com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG) e com a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) para a realização em 2017 de cursos e oficinas de formação técnica e profissional para o setor audiovisual.
A SEC realizou as seguintes atividades de capacitação: a) capacitou 332 pessoas no âmbito do Programa Incubadoras Brasil Criativo; b) capacitou 306 pessoas no Projeto Prospecção e Capacitação em Territórios Criativos; c) 42 participantes do Seminário “Desafios do Pronatec Cultura”; e d) 20 capacitações no Projeto Rede CEUs de Cineclubes.
O Ibram realizou Oficinas do Programa de Qualificação profissional, as quais destacam-se as seguintes capacitações: a) Segurança em museus (50 pessoas capacitadas); b) Acervo cultural da presidência e vice-presidência da República (190 pessoas capacitadas); c) Museu Abolição – atividades educativas (49 pessoas capacitadas); d) Palácio Rio Negro – atividades educativas (44 pessoas capacitadas); e) Museu Arqueologia de Itaipu– atividades educativas (251 pessoas capacitadas). Além disso, capacitou mais 52 nos pontos de memórias indígenas e 56 no Museu, memória e cultura afro-brasileira.
A FCRB seminários realizou, encontros, palestras, mesas redonda, participações em encontros científicos e visitas técnicas, totalizando na qualificação de 8.057 pessoas.

A Funarte realizou as seguintes atividades de capacitação: a) Cursos e oficinas de qualificação e reciclagem para profissionais das artes cênicas para formação de agente multiplicador do fazer artístico (2.150 pessoas capacitadas); b) Painéis Funarte de Bandas de Música (438 pessoas capacitadas); c) Painéis Funarte de Regência Coral e de Música Popular (301 pessoas capacitadas); e d) Seminário Funarte – A Música Brasileira em Questão (80 pessoas capacitadas).

A SADI realizou as seguintes atividades de capacitação: a) Oficinas de Capacitação a estados e municípios para elaboração de Planos estaduais e Municipais de Cultura (85 pessoas capacitadas); b) Curso de Formação de Gestores – Universidade Federal do ABC (24 pessoas capacitadas); c) Curso de Formação de Gestores – Universidade Federal da Bahia e FUNDAJ (54 pessoas capacitadas); d) Curso de Formação de Gestores – Secretaria de Estado do Rio de Janeiro (145 pessoas capacitadas); e) Curso de Formação de Gestores – Universidade Federal do Cariri (73 municípios capacitados); f) Curso de Elaboração de Planos Municipais de Cultura – Universidade Federal da Bahia (174 pessoas capacitadas); g) Curso de Formação de Gestores no Xingu – Universidade Federal do Pará (33 pessoas capacitadas), e h) Oficina pública online e palestra informativa referente ao funcionamento da Plataforma Colaborativa do CNPC (589 pessoas capacitadas).

A SCDC realizou as seguintes atividades de capacitação: a) Encontro Cultura Viva em Salvador (400 pessoas capacitadas); b) Roda de Conversa Salvador – Cultura Popular (15 pessoas capacitadas); c) Ação Música na Árvore – Aniversário de Brasília (1.000 pessoas capacitadas); d) 7ª Edição do Programa de Alfabetização Audiovisual (64 pessoas capacitadas); e) IV Encontro Brasileiro de Pesquisa em Cultura (5.800 pessoas capacitadas); f) Projeto Corredor Cultural (693 pessoas capacitadas); g) Plano de Cultura da Universidade Federal do Amazonas – UFAM – Programa Mais Cultura nas Universidades (1.543 pessoas capacitadas); h) Edital Cultura de Redes (2 premiações); i) Plano de Cultura da Universidade Federal da Integração Latino-Americana – UNILA – Programa Mais Cultura nas Universidades (425 pessoas capacitadas); e j) Plano de Cultura da Universidade Federal do Paraná – UFPR – Programa Mais Cultura nas Universidades (230 pessoas capacitadas). Além disso, firmou convênio com o projeto Mais Diferença, que visa a formação para bibliotecários, para acessibilidade inclusiva em Bibliotecas Públicas, firmou Acordo de Cooperação Técnica com o MEC, com vistas ao desenvolvimento de ações conjuntas para a implementação de uma política articulada e integrada entre cultura e educação, e lançou o Programa Nacional de Formação Artística e Cultural – PRONFAC, referente a construção de uma Rede Formativa de Arte e Cultura


Veja todas as metas que também estão nos temas : 

Ver mais metas marcadas com as tags: 

Notícias Relacionadas

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Enviar arquivos

É possível colocar imagens ou outro tipo de arquivo, junto com o seu comentário. Clique no botão abaixo, para selecionar e enviar o arquivo. Você pode enviar quantas imagens forem necessárias, cada imagem será mostrada junto de seu comentário.