Você está aqui:
Inscrições abertas para o Mestrado Profissional do Iphan

Com o objetivo de formar, durante 24 meses, profissionais graduados em diversas áreas de conhecimento para atuarem no campo da preservação do patrimônio cultural, o Centro Lucio Costa: Escola do Patrimônio, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, publica o 12º Edital para a seleção de 10 vagas para alunos-bolsistas para o Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural do Iphan. Os interessados poderão se inscrever até o dia 02 de março de 2020.

O Mestrado Profissional associa as práticas de preservação nas unidades da Instituição, distribuídas no território nacional, ao aprendizado teórico-metodológico e à pesquisa. O início das atividades será dia 03 de agosto de 2020, conforme determinações do Edital.

Confira o Edital

Mais informações:

E-mail: mestrado.clc@iphan.gov.br

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Funarte realiza no Teatro Cacilda Becker, no Rio, oficina com foco em acessibilidade

O curso é voltado para pessoas com ou sem deficiência, a partir dos 14 anos de idade

A Fundação Nacional de Artes – Funarte, por meio de sua Coordenação de Dança, realiza, até o dia 23 de dezembro, no Teatro Cacilda Becker, Zona Sul do Rio, uma oficina de dança com foco em acessibilidade. O curso do Projeto Dança e Teatro, da Pulsar Cia. de Dança e do grupo Teatro Novo tem como público-alvo pessoas com ou sem deficiência, a partir dos 14 anos, e se propõe a lançar um novo olhar sobre a questão da deficiência na dança.

A oficina teve início no dia 9 de dezembro. As próximas aulas serão nos dias 16 e 23 de dezembro, sempre às segundas-feiras, das 13h às 18h. O curso é ministrado pela bailarina, coreógrafa e diretora da Pulsar Cia. de Dança, Teresa Taquechel, e pelo psicólogo Rubens Gripp, que também é fundador do Grupo Teatro Novo, composto por atores com Síndrome de Down e outras deficiências intelectuais.

A proposta da oficina é ampliar a atenção sobre as relações internas do corpo e o meio em que está inserido, permitindo assim a expressão do indivíduo através da dança e do teatro. Visa também estimular o desenvolvimento da percepção e da sensibilidade, de forma abrangente, através da pesquisa e enriquecendo o vocabulário corporal individual e a troca com o seu entorno. Dessa forma, o curso espera contribuir, através do fluir estético que envolve a diferença, para a percepção do outro e da multiplicidade do indivíduo.

Conteúdo
A oficina tem como base a consciência através do teatro e da dança contemporânea, estimulando a pesquisa de movimentos e a criação de novos padrões.

Oficina

Projeto Dança e Teatro no Teatro Cacilda Becker
Pulsar Cia. de Dança e Teatro Novo

Com Rubens Gripp e Teresa Taquechel
Dias 9, 16 e 23 de dezembro
Horário: das 13h às 18h

Teatro Cacilda Becker
Rua do Catete, 338 – Catete – Rio de Janeiro (RJ)
(Próximo ao Metrô Largo do Machado)
Telefone: (21) 2265 9933

Mais informações
Coordenação de Dança – Centro de Artes Cênicas – Funarte
danca@funarte.gov.br
Tel. (21) 2279-8014

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Divulgado o resultado final do Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 9ª Edição

Foram contemplados três projetos, com premiações entre R$ 30 mil e R$ 100 mil

A Fundação Nacional de Artes – Funarte divulgou nesta quarta-feira, dia 18 de dezembro, o resultado final do Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 9ª Edição. Foram contemplados três projetos, em três módulos:

• Módulo I – Doação de obras da artista Teresa Viana para o Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi (MARP) – valor da premiação: R$ 30 mil;

• Módulo II – Antinomia/Recorte Contemporâneo do Rio Grande do Sul no acervo do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM) – valor da premiação: R$ 60 mil;

• Módulo III – Egidio Rocci: Compreensão do AR ou (E=M²) – Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (SP) – valor da premiação: R$ 100 mil.

A portaria com o resultado final foi publicada hoje (18) no Diário Oficial da União. Nesta mesma data, foi publicada também a portaria com os nomes dos componentes da Comissão de Seleção.

Acesse aqui a portaria da Comissão de Seleção

Acesse aqui o resultado final

O Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 9ª Edição visa incentivar produções artísticas destinadas ao acervo de instituições museológicas públicas e privadas sem fins lucrativos, fomentar a difusão e a criação das artes visuais, além de permitir a acessibilidade aos bens culturais e o compromisso com a formação de público.

Acesse, na página do edital, todos os documentos relacionados

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Centro de Documentação e Informação – Cedoc disponibiliza, em versão online, séries de música e cartazes da Sala Funarte Sidney Miller, no Rio

O público vai ter a oportunidade de conhecer um pouco da história musical do espaço através do Portal das Artes – site da Funarte

A Sala Funarte Sidney Miller, localizada no Centro do Rio, tem, em seu interior, um cantinho especial dedicado à história musical do espaço. Com o objetivo de fazer com que o público conheça esse acervo, mesmo que à distância, a Fundação Nacional de Artes – Funarte, por meio do seu Centro de Documentação e Informação – Cedoc, disponibiliza textos, áudios, vídeos e imagens no Portal das Artes – site da instituição. O programa especial engloba registros de encontros e apresentações de artistas que passaram pelo palco do espaço e marcaram a história da música brasileira. No momento, a Sala Funarte Sidney Miller está passando por reformas e fechada para visitação.

Neste acervo especial, em versão online, os interessados vão ter a oportunidade de conhecer as séries (e seus cartazes) nomeadas dessa forma: a Noturno, dedicada a artistas que não tinham espaço no circuito comercial; a Vitrine, em que um músico consagrado convidava um iniciante; a Instrumental, dedicada a este gênero musical; a Carnavalesca, celebrando os compositores de música da folia; a Cinema, com exibições de curtas e Super 8; a Independentes, que contemplava artistas sem esquema comercial de gravadoras; a Especiais, para homenagear artistas ou datas específicas; a Pixingão, que reunia artistas consagrados e regionais que se apresentavam no Projeto Pixinguinha;  a Seis e Meia, que apresentou grandes nomes da música, entre 1978 e 1982, e também a Pauta Funarte, que contou com intérpretes de vários estados, entre 2006 e 2009.

Saiba mais sobre o acervo da Sala Funarte Sidney Miller, aqui

Fonte: FUNARTE

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ibram divulga a série história da Pesquisa da Semana Nacional de Museus

Ibram divulgou, na última semana, a série histórica 2012-2016 da Pesquisa da Semana Nacional de Museus (SNM). O trabalho, iniciativa realizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) desde 2011, mede e avalia os resultados da semana, como a capacidade de mobilização do setor museal e o direcionamento dado pelo Ibram à execução dessa ação de promoção. A pesquisa, também, disponibiliza informações que podem ajudar municípios, estados e União a ajustarem as suas ações em prol do desenvolvimento e consolidação do setor museal. Acesse aqui a Série Histórica – Pesquisa da SNM.

Semana Nacional de Museus

Estão abertas as inscrições para a 18ª Semana de Museus. Coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), a temporada de eventos une, durante uma semana, instituições museológicas, em torno de atividades para todos os públicos.

Em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio), criado em 1977 pelo Conselho Internacional de Museus – ICOM, a Semana estende essa celebração, pois tem como objetivo aumentar o potencial de visitação das instituições museológicas e culturais de todo país, difundindo as diversas manifestações e referências culturais, promovendo o acesso à produção simbólica e à diversidade cultural dos municípios, criando experiências significativas aos visitantes.

O tema definido pelo ICOM para a edição de 2020 para o Dia Internacional dos Museus, que será o mote norteador à Semana, é: “Museus para a Igualdade: diversidade e inclusão”.

Em breve, o texto referência que orientará os museus na definição de suas atividades será publicado neste site.

Fonte: IBRAM

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Museu Imperial bate 1ª meta em financiamento coletivo para digitalizar acervo

A campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) “Museu Imperial: acervo sem fronteiras”, que visa agilizar o processo de digitalização de todos os mais de 300 mil itens do acervo do Museu Imperial/Ibram, em Petrópolis, bateu sua primeira meta no dia de Natal, 25 de dezembro. O museu tem até o dia 16 de janeiro para alcançar as outras duas metas. Acesse aqui a campanha.

Três metas foram estipuladas para a realização do projeto. A primeira meta, que já foi alcançada, envolve atualização de todo o sistema de banco de dados; implementação de novo sistema de busca e layout da página; e implementação de recursos de zoom e leitor de formato pdf. A segunda meta inclui a atualização e aquisição de novos computadores, e a terceira meta soma ainda a aquisição de novos equipamentos e mobiliário para os editores, além de uma softbox (conjunto para iluminação em fotografia), um fundo infinito, cartões de memória e bateria de flash portáteis.

No ar desde meados de novembro de 2019, a campanha faz parte do programa Matchfunding BNDES+, direcionado a projetos culturais. Diferente do formato tradicional do financiamento coletivo, o BNDES trouxe para o setor, em parceria com a plataforma da Benfeitoria, o financiamento combinado, oferecendo um aporte de mais R$2 para cada R$1 doado.

“Estamos muito felizes por termos atingido a primeira meta e agora estamos na próxima etapa, tentando alcançar as próximas duas metas que permitirão a realização do projeto de forma ainda mais eficiente. Ainda precisamos arrecadar 16 mil reais, por isso é muito importante que as pessoas continuem abraçando a campanha, divulgando e colaborando”, ressaltou a museóloga e coordenadora da Digitalização do Acervo do Museu Imperial, Muna Durans.

Arte sem fronteiras: bibliotecas em rede

Trata-se de um portal que vai contemplar um catálogo integrado online de acervos de bibliotecas do Museu Histórico Nacional, do Museu Nacional de Belas Artes, dos Museus Castro Maya, ambos estão sob gestão do Instituto Brasileiro de Museus e do Museu Casa de Rui Barbosa.

O valor total do projeto é de R$ 41 mil, sendo que 1/3 será arrecadado na campanha e 2/3 será financiado pelo BNDES. A campanha de arrecadação de recursos teve início no dia 21/11 e se encerrará no dia 16/01. Confira aqui o link da campanha

Saiba mais: Projeto ‘Artes sem fronteiras: bibliotecas em rede’ contempla museus do Ibram

Fonte: IBRAM

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *