Você está aqui:
MinC vai apoiar restauração do Museu do Ipiranga, em São Paulo

Ministro Sérgio Sá Leitão (terceiro da direita para a esquerda) visitou nesta quinta-feira o prédio do Museu do Ipiranga, em São Paulo. MinC vai apoiar restauração do local, que deverá ser reaberto em 2022 para as comemorações do centenário da independência do Brasil (Foto: Ronaldo Brandão/Ascom MinC)

O Ministério da Cultura (MinC) vai apoiar a restauração do Museu do Ipiranga, que deverá ser reaberto à visitação pública em 2022, dentro das comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil. O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, visitou o local nesta quinta-feira (21) e se reuniu com a reitoria da Universidade de São Paulo (USP), responsável pelo museu, para discutir o processo de revitalização.

A USP deverá recorrer aos incentivos da Lei Rouanet para financiar a obra. O primeiro passo do processo de restauração, o projeto executivo da obra, teve a empresa responsável escolhida nesta semana em concurso público – Hereñu + Ferroni Arquiteto – e está orçado em R$ 5,6 milhões, a ser desembolsado ao longo de 2018. O contrato para elaboração do projeto executivo é de 12 meses.

A estimativa da Universidade de São Paulo é que a restauração custe cerca de R$ 80 milhões e comece em 2019, com conclusão prevista para o fim de 2021. O Museu do Ipiranga – oficialmente chamado de Museu Paulista – foi fechado em 2013. O edifício histórico, construído no fim do século XIX, não tem problemas estruturais, mas as fachadas precisam ser restauradas, assim como a cobertura e as instalações hidráulicas e elétricas.

Sá Leitão destacou que a celebração dos 200 anos da Independência está entre as dez ações estratégicas do Ministério da Cultura e, portanto, a restauração do Museu do Ipiranga é prioridade. “A revitalização do Museu do Ipiranga é um dos eixos das comemorações. O Museu do Ipiranga e o Museu de Petrópolis são dois centros das celebrações. Aqui é fundamental. Vamos conjugar todos os esforços para que isso seja viabilizado”, afirmou.

O ministro vai atuar em sintonia com a reitoria da USP na mobilização do poder público de São Paulo e da iniciativa privada para viabilizar os recursos necessários à restauração do Museu do Ipiranga. A sugestão do ministro é envolver nesse processo o governo estadual, a prefeitura de São Paulo e a bancada paulista no Congresso Nacional para buscar o patrocínio da iniciativa privada e de estatais.

Após a visita ao Museu, Sá Leitão se reuniu com o secretário municipal de Cultura de São Paulo, André Sturm, e tratou da restauração. O ministro propôs a apresentação do projeto ao prefeito da capital paulista, João Dória.

Além do ministro e do reitor, participaram da reunião no Museu do Ipiranga o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Marcelo Araújo; o vice-reitor da USP, Vahan Agopyan; o pró-reitor de Cultura e Extensão, Marcelo Romero; a diretora do Museu, Solange Lima; Fabrício Tanure, assessor especial do ministro; Renata Motta e Cláudia Toni, assessoras do reitor; e Pedro de Oliveira, assessor do vice-reitor. A visita foi guiada pelo historiador Paulo Garcez.

Fonte: ASCOM MinC

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *